Variedades


<< Voltar


SAÚDE BUCAL – CUIDE BEM DO SEU SORRISO


Dra. Tatiane Caldeira Rocha -CRO-MG: 34.665

A boca é a entrada do nosso organismo. Cuidar da saúde bucal é cuidar da saúde do nosso corpo como um todo. Pensando nisso, devemos nos preocupar em manter dentes e gengivas sempre saudáveis, a fim de evitar vários problemas, tais como, dor, desconforto, problemas estéticos e, até, infecções. Infecções estas que podem, inclusive, afetar outros órgãos do corpo, por exemplo, uma infecção na gengiva pode agravar um problema cardíaco. Sim, podemos ter a saúde seriamente comprometida devido a problemas bucais.
Os cuidados de higiene que devemos ter com a boca (dentes, gengivas e língua) são muito simples de serem executados no dia-a-dia, e devem ser hábitos rotineiros, assim como tomar banho, cuidar das unhas, cabelos, etc. Quem se preocupa em ter boa aparência e saúde, com certeza não deixará de se preocupar com a saúde dos dentes.
É importante saber que se deve escovar os dentes sempre após cada refeição e antes de dormir, no mínimo três vezes ao dia, escovando também a língua para evitar o mau hálito. O fio dental também é um poderoso aliado da saúde bucal, pois ele complementa a escovação, alcançando os lugares mais difíceis entre os dentes e removendo a placa que não conseguimos remover com a escova. Assim, evita-se a formação da placa sobre os dentes e a língua, evitando, portanto, problemas como cárie e gengivite (inflamação da gengiva).
A placa é uma fina película branca, quase invisível, que se forma sobre os dentes quando comemos. Ela contém bactérias que, se permanecerem muito tempo sobre os dentes, causam cárie e doença periodontal. Estas são doenças de lenta progressão, que pode demorar a se manifestarem, por isso, podem passar despercebidas, até que realmente apresentem sintomas. Por isso, é muito importante visitar o dentista regularmente, para que possa ser feito um diagnóstico precoce e tratamento adequado, antes do agravamento do quadro clínico.
A cárie é uma desmineralização do dente, ela é causada por ácidos produzidos pelas bactérias presentes na placa. Geralmente começa com uma mancha branca, que depois fica escura, e se não tratada, pode se tornar uma cavidade profunda, causando dor e desconforto. A cárie é tratada removendo-se o tecido do dente afetado, e preenchendo a cavidade com um material restaurador. Quando há dor, pode ser necessário o tratamento do canal, que consiste em remover a polpa, um nervo presente na raiz do dente.
Outro sério problema causado pela placa é a doença periodontal. Ela afeta os tecidos de suporte do dente, ou seja, gengiva e osso. Se acumulada muito tempo sobre os dentes, a placa torna-se dura e resistente, aderida ao dente, e passa a ter o nome de tártaro ou cálculo. O tártaro não é removido com escovação, sendo necessária a raspagem e limpeza profissional. Se não removido, o tártaro causa gengivite, com vermelhidão e sangramento da gengiva e, mais tarde, pode causar mobilidade e até perda dos dentes devido à perda do osso que os suporta.
Por isso, além dos hábitos de higiene já mencionados, também devemos nos preocupar com a alimentação. Se consumirmos alimentos saudáveis e em horários adequados, estaremos contribuindo para a saúde dos dentes, uma vez que vários alimentos fortalecem os dentes e são fontes de cálcio, ferro e vitaminas. Porém, se dermos preferência a doces e alimentos pegajosos como salgadinhos, e em horários inadequados, em que não é possível a escovação e uso do fio dental, estaremos comprometendo seriamente a saúde dos nossos dentes.
 Algumas pessoas devem prestar mais atenção à saúde bucal, por terem a saúde mais frágil, como os hipertensos, diabéticos e pessoas com baixa imunidade, pois nessas pessoas os problemas bucais têm conseqüências mais sérias, e podem ser fontes de infecções generalizadas. Também é possível o tratamento desses pacientes no consultório odontológico, devendo os mesmos estar com a medicação em dia e a condição médica controlada. Também as gestantes devem ter cuidados especiais, pois sua saúde bucal determina também a saúde do bebê, e muitas pensam que é natural da gravidez ter problemas de dentes e gengivas. Este pensamento é errado, e as gestantes devem ter os cuidados de higiene necessários para uma boca saudável. No caso das gestantes, a fase ideal para o tratamento odontológico é entre o quarto e sexto mês de gestação.
É importante mencionar também que alguns fatores podem contribuir para o câncer de boca, como fumo e uso de bebidas alcoólicas. O fumo, além de piorar a condição dentária, como tártaro, manchas e mau hálito, é um causador direto do câncer bucal, e a bebida deprime o sistema imunológico. Essa é uma doença letal, que pode ser prevenida evitando-se o consumo de fumo e álcool, e através da realização do auto-exame da boca, que pode ser feito em frente ao espelho, observando-se todas as partes da língua, bochechas, lábios e gengivas.  Se observada qualquer alteração, como, caroços, nódulos ou manchas diferentes, deve-se procurar o dentista.
A partir do momento que se têm conhecimento de todos os problemas bucais que podem ser causados por falta de cuidados com higiene, alimentação e hábitos saudáveis, é responsabilidade de cada individuo decidir se deseja ter um sorriso belo e saudável, contribuindo, assim, com sua saúde geral. É bom lembrar que um belo sorriso também pode abrir várias portas, na vida profissional e pessoal.

 

 

<< Voltar


Arinos Web -Copyright 2009 - Todos os direitos reservados