Combate à dengue


<<< Voltar


Foto: Arinosweb

Arinos, 15 de Abril de 2010

DENGUE- COMBATA ESTE INIMIGO, O MOSQUITO AEDES AEGYPTI.
                             VOCE PODE!


Arinosweb aderiu à campanha de combate à Dengue, convidou Thiago Antonio Souza da Silva, Chefe de Setor de Serviços Epidemiológicos de Arinos-MG, para uma entrevista, levando todas as informações através do nosso meio de comunicação, colaborando para que, vocês visitantes e amigos possam esclarecer todas as dúvidas.

P- Fale um pouco sobre a campanha.
R- O ano passado fizemos uma campanha, com agentes de saúde e a população,  este ano aumentaram muito os casos de Dengue no nosso município e região. No ano passado tivemos de 8 a 13 casos, este ano, até hoje, dia 13 de abril, às 11h30min, foram notificados 130 casos, devido às chuvas de Janeiro, Fevereiro e temperaturas elevadas, houve uma maior incidência, como mostram os dados acima. O foco maior está no centro. Estamos em campanha nas escolas, fizemos palestras para uma conscientização dos alunos e professores na  Escola Estadual Major Saint’ Clair, Escola Estadual Garibaldina, Escola Estadual Professor Benevides, Escola Juscelino Kubistchek e o  Instituto Federal de tecnologia. Percorrendo ainda, os bairros das respectivas escolas o que tem favorecido o combate. Todos trabalhando em equipe, para nos  fortalecermos contra este inimigo comum.

P- Há casos na zona rural?
R- Não, a incidência está na zona urbana. Pode acontecer de alguém da zona rural ter se deslocado para centros urbanas e ter sido infectado.

P- A conscientização das pessoas é grande?
R- Com aumento de casos este ano, houve uma mobilização de 40% por parte da população.

P- A pessoa contaminada pode vir a ser um condutor?
R- Sim, ela pode adquirir a Dengue em qualquer lugar.  No seu retorno à cidade, ao lar, a partir do momento que é picada, então haverá a transmissão.

P - Quais são os dados atuais?
R- 130 notificados.

P- Há casos hemorrágicos na cidade?
R- Dois, estão com atendimento fora do município, temos informações de que passam bem.

P- Tem algum caso de Óbito?
R- Felizmente, não.

P- Quais são os sintomas?
R- Cansaço, dores de cabeça, dor nos olhos, dores nas articulações, dores musculares, febre de 38° a 39° graus, enjôo, são características comum da Dengue, às vezes confundidas com a gripe.

P- Qual seria a melhor medicação para esse mal estar?
R- Nada de remédios que contenham acido acetilsalicílico, a melhor atitude é procurar a Unidade Básica (PSF) próximo à sua residência ou o Hospital, fazer o teste do laço, se aparecerem manchas avermelhadas podem ser sinais de alguma infecção.

P- Todos que estiverem com Dengue terão manchas avermelhadas?
R- Nem todos podem apresentar manchas vermelhas, por isso que algumas pessoas confundem com a gripe.

P- Qual seria o tratamento adequado?
R-Assim que for constatado, será repouso e muito liquido como chás, sucos naturais, evitar refrigerantes e sucos artificiais, remédio recomendado pelo seu médico e ficar em observação.

P- Qual é o tempo para manisfestação da Dengue?
R- Geralmente é no sexto dia, mínimo de 3 até 15 dias. Pessoas que se alimentam bem e têm o sistema imunológico normal, geralmente manifestam a partir do sexto dia.

P- Se você não  apresentar sintomas, mesmo sendo picado, o que se deve fazer?
R- Deverá  fazer o teste do laço só a partir  dos primeiros sintomas.  Um dia antes do primeiro sintoma o vírus  já estará na corrente sanguínea. O Aedes aegypti normalmente ataca durante o dia.

P- Existem residências que estão dentro de todos os padrões  de cuidados e mesmo assim seus moradores  contraem Dengue, porque?
R- O mosquito percorre um raio aproximado de 100 metros. A transmissora, a fêmea,  migra à procura de poças d’ água na vizinhança para depositar seus ovos.

P- Qual o tempo de recuperação do doente?
R- Geralmete  sete dias, dependendo do paciente, do seu histórico anterior com relação à saúde.

P- Qual o tempo de espera do resultado do exame(sorológico)?
R- Aproximadamente 60 dias, estes resultados são importantes para o serviço epidemiológico do município, como estatística e combate nos locais onde possa existir doentes. Para o paciente o importante é a recuperação domiciliar .

P- O inseticida mata o transmissor?
R- Sim, o mosquito, não as larvas e ovos.

P- Quais são os sintomas da Dengue hemorrágica?
R- Dores na gengiva, discreto sangramento na gengiva na hora da escovação, sangramento nasal, desmaios, diarréias, cólica abdominais, suor frio, pés e mãos geladas, queda de pressão, dificuldade para respirar, vômitos persistentes, estes são alguns sinais de alertas. Você deverá procurar o médico com urgência.

P- Existem vários tipos de vírus?
R- Existem quatro tipos diferentes, se você adquirir algum desses quatro tipos poderá ficar imune à ele. Mas se adquirir outro dos três tipos, poderá ter uma possibilidade de desenvolver a dengue hemorrágica. Cerca de 3% das pessoas infectadas desenvolvem a dengue hemorrágica.

P- Com a mudança de estação para o Inverno, nos ajudará?
R- É favorável para nós, o mosquito Aedes aegypti terá problemas para sua proliferação, não haverá temperatura alta e as chuvas que normalmente terminam. O sistema funciona assim: temperaturas elevadas e chuvas com freqüências, mais ovos eclodidos. No inverno os casos de Dengue são bastante diminuídos, mas neste período não podemos achar que tudo passou, pois os ovos resistem até 1 ano no seco.

P- O que mais, poderia ser acrescentado ao folheto que segue abaixo?
R- Nas piscinas o cloro não deverá ser mensal, o cloro deverá ser colocado uma vez por semana, nas medidas indicadas pelos seus fabricantes. Nas piscinas vazias coloque na parte rasa de sua piscina 1 k de sal, ele vai se espalhar  impedindo a proliferação de larvas.

P- O que você aconselharia para os lotes vagos?
R- Temos bastantes lotes vagos, muitas pessoas limpam o seu quintal, transportando o lixo maior para estes lotes. O ideal é que coloquem seu lixo na calçada, será recolhido como sempre fizeram e levado para a usina de lixo. O grande volume acumulado na limpeza do seu quintal deve ser transportado para sua calçada e comunicado ao serviço de limpeza que imediatamente será coletado por uma equipe preparada.

P- Dizem que o mosquito não voa mais de 1,5 m. É verdade? Algumas pessoas não se preocupam com as caixas d’ água que estão acima de 5 a 6 metros.
R- Este inseto tem atração por sangue e água, a fêmea antes de acasalar não tem necessidade de sangue, alimenta-se de Néctar e seivas, após o acasalamento, procura o lugar  propício para desovar, pousa em 1,5m na madeira e segue até à altura necessária para sua desova.

P- Qual seria o tempo de sobrevivência do ovo?
R- Pode sobreviver  no seco por um 1 ano, aguardando o momento propício para sua eclosão, até a chegada das chuvas, em dezembro e janeiro, quando com a temperatura elevada entram em contato com a água, liberando a 1ª fase, as larvas.

P- Para os jovens, como você encontra a melhor maneira para assimilação?
R- Temos slides com apresentações, fizemos palestras em todas as Escolas públicas e privadas do nosso município e trabalhando junto às comunidades.

Agradecemos a você e a todos os Órgãos e Secretarias pelo combate à Dengue. Iremos divulgar de maneira simples e direta e esperamos ter contribuído.

Parabéns a todos que favorecem para o combate à DENGUE.
Colabore você também!
                                                                                                                 Schirley Faria


<< Voltar



Arinos Web -Copyright 2009 - Todos os direitos reservados